Bolsonaro não ameaça só direitos, mas a vida dos trabalhadores de Correios

Bolsonaro não ameaça só direitos, mas a vida dos trabalhadores de Correios

Há cerca de 10 dias, um trabalhador que levou um tiro de um cidadão em um condomínio, em Recife, escancara pelo menos duas faces perversas deste governo: a do desmonte da empresa, que tem levado os trabalhadores de Correios a serem hostilizados nas ruas, e a sofrerem violência e agressão, inclusive com armas, por parte dos ditos “cidadãos de bem”, que incentivados e legitimados por Bolsonaro, tem, cada vez mais, tentado resolver as situações pelo uso da força. E este é apenas um exemplo de muitos, já que relatos de xingamentos e outros tipos de assédio, são constantes entre a categoria.

O resultado é que, além de terem atacados seus direitos, suas condições de trabalho e até os seus empregos, com a obsessão de Bolsonaro em privatizar o Correios, há também, numa escala crescente, ameaça à integridade psicológica, física e até à vida dos trabalhadores de Correios.

O processo de desmonte da empresa tem atrasado entregas e obrigado as pessoas a irem até as agências de Correios, cada vez mais distantes da população, para retirar suas encomendas. Uma situação causada de propósito, com o deliberado desmonte da empresa, para justificar sua privatização. Só que os trabalhadores, que estão na ponta em contato com a população, tanto nas agências como os carteiros, é que sofrem as consequências desta atitude irresponsável e criminosa. São eles que são hostilizados, agredidos e desrespeitados. Ouvem o que deveria ser dito para a gestão da empresa, a verdadeira responsável por esta situação reconhecidamente crítica.

E são também os trabalhadores que pagam o preço mais alto, com sobrecarga de trabalho, adoecimentos e problemas de ordem psicológica, quer pelos problemas inerentes à profissão, como assaltos, por exemplo, quer pelos problemas agigantados por um governo cujo interesse é só privilegiar o grande capital, ou por incentivar, em todas as áreas, a violência como solução dos problemas.

Por isso, cada vez mais é necessário, o Fora Bolsonaro. Não só para defender o Correios, mas, como estamos vendo agora, também para preservar a vida dos trabalhadores.

Assessoria de Comunicação

08/12/2021 13:54:31

Nara Soter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.