Resolução CGPAR 42 é mais um ataque do governo aos trabalhadores/as das estatais

Resolução CGPAR 42 é mais um ataque do governo aos trabalhadores/as das estatais

O governo Bolsonaro publicou, dia 5 de agosto, a Resolução da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR) 42, que propõe alteração nos Regulamentos Internos de Pessoal e nos Plano de Cargos e Salários (PCS), dos trabalhadores de empresas estatais federais. A medida do governo penaliza ainda mais os trabalhadores das empresas públicas.

Mais uma vez o governo e seu ministro neoliberal Paulo Guedes atacam os trabalhadores e tentam rebaixar os planos de cargos e salários.

No documento, entre outras determinações, o governo reafirma que as estatais só podem contribuir com 50% dos valores das despesas dos planos de saúde dos trabalhadores. Além disso, determina que as empresas ficam vedadas de conceder empréstimo pecuniário ao trabalhador a qualquer título, incorporar na remuneração a gratificação de cargo em comissão ou de função gratificada, conceder licença-prêmio e abono assiduidade e férias em período superior a trinta dias por ano trabalhado.

O governo Bolsonaro já editou várias resoluções da CGPAR atacando os planos de saúde das estatais, os fundos de previdência complementar, e agora mais essa medida além, é claro, de insistir na privatização das empresas estatais federais, como o Correios.

Esta é mais uma razão para que os trabalhadores e trabalhadoras no Correios lotem a assembleia desta terça-feira, dia 9, às 19h30, na sede do SINTECT-RS, em Porto Alegre.

Confira AQUI a Resolução na íntegra

Assessoria de Comunicação

08/08/2022 23:37:29

Nara Soter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.