Governo suspende PDI do Correios implementado pela gestão Bolsonarista na empresa

Governo suspende PDI do Correios implementado pela gestão Bolsonarista na empresa

Em ofício publicado na sexta-feira, 6 de janeiro, o presidente interino do Correios, Heglehyschynton Valério Marçal, informou a suspensão do Plano de Demissão Incentivado (PDI), implementado pela gestão do governo Bolsonaro na empresa.

De acordo com o documento, a iniciativa foi necessária “diante das possíveis novas diretrizes dos órgãos governamentais”, que deverá avaliar o Programa e seus impactos, bem como os anseios dos trabalhadores que queiram a adesão.

A implantação de mais um PDI em 2022, no último ano de governo, criou revolta na categoria, especialmente frente a já grave falta de pessoal, resultado de mais de 11 anos sem a realização de concurso público. A situação foi agravada pelas aposentadorias sem as devidas reposições, e, principalmente, pelos sucessivos PDI’s implantado pela gestão bolsonarista na empresa, com vista a sua privatização.

Também foram suspensas, a partir de 1º de janeiro de 2023, todas as alienações de imóveis da ECT, que haviam sido colocadas à venda pela antiga gestão, que vinha, há quatro anos, preparando a privatização do Correios, medida que, segundo o Grupo de Transição e Decreto do governo Lula nos primeiros dias, não deverá mais ocorrer.

Confira AQUI o documento na íntegra.

Assessoria de Comunicação

06/01/2023 22:00:18

Nara Soter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.