Categoria aprova pauta de reivindicações e estado de greve

Categoria aprova pauta de reivindicações e estado de greve

Em assembleia realizada na noite da quinta-feira (23), na sede do Sindicato, em Porto Alegre, os participantes presentes aprovaram a pauta de reivindicações, o calendário de lutas e o estado de greve propostos no CONSIN para a campanha reivindicatória 2022/2023.

A assembleia iniciou com uma análise de conjuntura, quando foi debatido o cenário político/econômico em que ocorre esta campanha. Foi lembrado os altos preços dos alimentos, dos combustíveis e a necessidade de uma recomposição que reponha minimamente as perdas salariais da categoria, tendo como parâmetro o INPC do período levando em consideração o aumento real. No entanto, lembraram os dirigentes, esta luta não pode estar descolada da resistência à privatização da empresa e do Fora Bolsonaro. O consenso é de que a permanência deste governo representa mais ataques à classe trabalhadora e a completa destruição das empresas estatais, entre elas os Correios. Foi feito um convite aos trabalhadores e trabalhadoras que reflitam sobre este cenário, com objetivo de construir uma luta que resgate os direitos perdidos em 2020.

A assembleia do dia 23 reuniu trabalhadores de Porto Alegre e região metropolitana. Na sequência, serão realizadas assembleias no interior do Estado. Todas as formalidades para realização da assembleia foram tomadas pelo Sindicato, de forma a proteger os trabalhadores.

PLR E FECHAMENTO DO AMBULATÓRIO

Também foram dados informes sobre a PLR, o ponto eletrônico e o fechamento do ambulatório da Sertório, entre outros assuntos.

Em relação a PLR foi feito o relato da situação, destacando o lucro da empresa em 2021 e dada o informe de que, já na primeira reunião, a empresa novamente deixou clara sua intenção de passar os trabalhadores para trás. No encontro com as representações dos trabalhadores, a empresa se negou a discutir os parâmetros para pagamento da PLR sobre o lucro de 2021 e apontou que quer debater apenas os critérios para a PLR a ser paga a partir do lucro futuro de 2022.  Outras três reuniões devem acontecer até o dia 3º de junho.

A representação dos trabalhadores reiterou que o lucro deve ser distribuído de forma linear entre os trabalhadores, sem privilégios para diferentes segmentos.

Sobre o ambulatório, foi destacada a importante e forte manifestação realizada em frente ao complexo da Sertório, que mobilizou os trabalhadores e possibilitou ao Sindicato fazer diversos esclarecimentos sobre a questão. A mobilização, disseram os dirigentes, foi também um pontapé inicial na campanha salarial, lembrando que hoje todas as lutas da categoria estão interelacionadas. Os trabalhadores e trabalhadoras também foram convidados a participarem do abaixo-assinado contra o fechamento do Ambulatório.

Já sobre o Ponto Eletrônico, foi alertado, mais uma vez, que se trata de uma manobra da empresa para tentar fazer passar o Banco de Horas. Já há uma ação da Fentect, em nível nacional, e ações do Sindicato junto ao Ministério Público em nível regional, quanto a esta questão. Houve a solicitação de que os trabalhadores não assinem qualquer documento sem consultar o Sindicato, não aceitem acordos individuais adotando o Banco de Horas e que qualquer situação deve ser levada imediatamente ao Sindicato, inclusive para ser levada ao MP como argumento contra a iniciativa da empresa.

Além destes temas, foram tratados outros assuntos gerais, como o informe jurídico, sustentação do Sindicato, congresso da Fentect que deverá ocorrer em 2023 e feito um destaque para o colega Altair, o “Batatinha”, que foi reintegrado despois de uma luta de 25 anos, mas nunca abandonou a categoria e se manteve sempre ao lado dos trabalhadores dos Correios e atuando junto com o Sindicato.

Ao final foi aprovada por unanimidade uma Moção de Apoio a luta dos indígenas e a investigação das mortes do indigenista Bruno e do jornalista Dom e o apoio por ampla maioria à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva para a presidência.

GALERIA DE FOTOS

Assessoria de Comunicação

23/06/2022

Nara Soter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.