SINTECT-RS alerta sobre surto de Covid-19 nas unidades e cobra medidas da empresa e órgãos públicos

SINTECT-RS alerta sobre surto de Covid-19 nas unidades e cobra medidas da empresa e órgãos públicos

O SINTECT-RS tem recebido denúncias de surtos de Covid-19 em diversas unidades de trabalho. No CDD Restinga, por exemplo, foram informados 10 trabalhadores positivados. Foram, também, denunciados inúmeros casos na Agência Central. Mas os casos não se restringem a estes locais.

Imediatamente, o Sindicato oficiou à empresa questionando sobre que medidas estavam sendo tomadas, tanto em relação aos casos confirmados, como para prevenir novos surtos. Paralelo a isso, enviou email ao governo municipal de Porto Alegre, denunciado a situação e cobrando medidas efetivas junto à empresa. É sabido que os serviços prestados pelos trabalhadores de Correios, tanto nas Agências, como carteiros, são de intenso contato com a população, o que pode se caracterizar como uma forma de disseminação do vírus, frente ao descaso da empresa.

Como resposta, o médico responsável pela Equipe de Vigilância e Doenças Transmissíveis da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, informou sobre o Protocolo Atualizado para Covid-19 e destacou a necessidade de que seja preenchida uma planilha de acompanhamento dos casos com os dados necessários.

MAIS TÓXICA E MAIS MORTAL

Nas últimas semanas, especialistas têm alertado para o crescimento dos casos pelas sub-variantes da Ômicron (BQ.1 e XBB). Frente a este cenário, duas recomendações voltam a ser fundamentais: ter a cobertura vacinal completa (4 doses) e uso de máscara em locais fechados com aglomeração, especialmente grupos de risco e pessoas com comorbidades.

Algumas destas variantes são cinco vezes mais tóxicas que a variante Delta e têm uma taxa de mortalidade mais alta, além de não ser detectado facilmente, e ter um tempo bem mais curto para atingir o estágio de gravidade, já que não é detectada na nasofaringe e afetar diretamente os pulmões.

SINTOMAS MAIS COMUNS: Dor nas articulações; Dor de cabeça; Dor no pescoço; Dor na parte superior das costas; Pneumonia; e perda do apetite.

A SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DO RS RECOMENDA:

De acordo com o documento (atualizado em 07/12/22) enviado ao Sindicado, o governo do Estado recomenda:

– Uso de máscara facial bem ajustada no rosto, preferencialmente cirúrgica ou PFF2/N95 em casa e em locais públicos;

– Auto monitorar sintomas sugestivos de Covid-19. Caso apresente sintomas deve iniciar isolamento imediatamente;

– Evitar contato com pessoas dos grupos de alto risco para desenvolvimento de formas graves*;

– Manter distância mínima de 1 metro de outras pessoas quando sem máscara;

– Evitar locais onde a máscara não possa ser utilizada durante todo o tempo, como restaurantes e bares;

– Evitar realizar refeições próximo a outras pessoas.;

– Evitar locais com aglomeração de pessoas onde o distanciamento físico não possa ser mantido;

– Evitar viajar durante o período.

Não se esqueça, apesar da redução das mortes em função da vacina, a Covid-19 não é uma “gripezinha”. É uma doença grave que mata. Tome todas as doses da vacina, use máscaras em locais com aglomeração, transporte público, aviões e se sentir qualquer sintoma, procure imediatamente um médico. Também não esquece de comunicar ao Sindicato os casos no seu local de trabalho.

CUIDE-SE. VACINE-SE.

Assessoria de Comunicação

13/12/2022 20:07:38

Nara Soter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.