Deputados traidores votam pelo regime de urgência do PL 591/20

Apesar da ampla mobilização da categoria, de parlamentares que defendem o Correios público e movimento sindical, nas últimas 24 horas, os deputados traidores dos trabalhadores escolheram votar com o genocida Bolsonaro e aprovaram o regime de urgência para o PL 591/2021, que trata da privatização do Correios.

Com a aprovação do regime de urgência, o PL foi incluído para votação na pauta de amanhã (22) da Câmara dos Deputados. Isso exigirá uma pressão ainda maior dos trabalhadores em cima do relator do Projeto, deputado Gil Coltrim (Repuplicanos/MA).

A aprovação do status de urgência foi uma etapa do processo que poderá permitir ao governo vender uma das maiores empresas do país, prejudicar e acabar com o emprego de 100 mil trabalhadores sem qualquer justificativa razoável. Esta luta ainda não acabou e temos que estar muito atentos e fortalecidos para resistir a este verdadeiro crime contra a categoria, o Brasil e os brasileiros.

O serviço postal é constitucional, universal, para todos e todas! Temos que continuar nossa luta por um Correios público e de qualidade.

Confira o nome e partido (abaixo) dos deputados que votaram contra os trabalhadores. Lembrando que os otos no SIM é pelo regime de urgência e CONTRA os trabalhadores.

 

Afonso Hamm

PP

Sim

Alceu Moreira

MDB

Sim

Bibo Nunes

PSL

Sim

Carlos Gomes

Republican

Sim

Daniel Trzeciak

PSDB

Sim

Giovani Cherini

PL

Sim

Jerônimo Goergen

PP

Sim

Lucas Redecker

PSDB

Sim

Marcel van Hattem

Novo

Sim

Marcelo Brum

PSL

Sim

Marcelo Moraes

PTB

Sim

Márcio Biolchi

MDB

Sim

Maurício Dziedricki

PTB

Sim

Nereu Crispim

PSL

Sim

Osmar Terra

MDB

Sim

Pedro Westphalen

PP

Sim

Sanderson

PSL

Sim

Assessoria de Comunicação

21/04/2021 15:46:41

Pin It on Pinterest