Câmaras de Vereadores aprovam Moções de Apoio à luta dos trabalhadores contra a privatização

As Câmaras de Vereadores de Sapucaia do Sul e Tapes aprovaram Moções de Apoio à luta dos trabalhadores de Correios contra a privatização da empresa.

Em Sapucaia do Sul, a Moção foi proposta pela vereadora Raquel Moraes (Raquel do Posto), que integra a bancada do PDT na Casa. No documento (VEJA AQUI)a parlamentar traz diversos argumentos para que a empresa seja mantida como pública. Entre eles, a universalidade, a prestação de serviços de interesse social relevante, a prestação de serviços também para órgãos federais, estaduais e municipais, como o recebimento de impostos e taxas, o pagamento de benefícios sociais, inscrições em cadastros e concursos, logística de eleições, distribuição de livros didáticos e de provas de concursos públicos, distribuição de medicamentos e vários outros, entre outros.

A vereadora destacou o elevado padrão de qualidade operacional, que levou a população a reconhecer a empresa como uma das instituições públicas mais confiáveis, logo após a Família e os Bombeiros e, ainda, a importância da empresa para pequenas e médias empresas, especialmente do comércio eletrônico. 

Depois de destacar estes e diversos outros itens, Raquel solicitou e foi aprovada pela Casa, de “Moção de Apoio à manutenção dos Correios como empresa pública, com ampla presença no território nacional”.

Em Tapes, o pedido de Moção de Apoio foi feito por toda a bancada do PDT, formada pelos vereadores Evânia Maria Silveira Nunes de Lima, Alessandro Vasque Vieira e Japur Daniel Conter de Almeida, e manifesta a preocupação com a pretendida privatização do Correios (VEJA AQUI). Os argumentos são semelhantes, com destaque para o papel de integração nacional da empresa, os diversos benefícios da presença dos Correios e da oferta de seus serviços para as populações e para as economias das localidades do interior do País. Os vereadores destacaram, ainda, o fato de que a estatal não depende dos recursos do tesouro Nacional para se manter.

Ao final, reafirmaram que “é do interesse coletivo que os Correios permaneçam como verdadeiro braço do Governo Federal em todo o território nacional, desenvolvendo sua missão pública notória” e aprovaram Moção de Preocupação e Apoio do legislativo municipal à manutenção dos Correios como empresa pública.

Os documentos das duas casas foram enviados também para o Presidente da República, Senador Presidente do Senado Federal, Deputado Presidente da Câmara Federal, Ministro da Casa Civil, Ministro das Ciência, Tecnologia, Inovação, Ministro das Comunicações, Ministro da Economia, Presidente dos Correios, bem como para todos os Deputados Federais e Senadores representantes da nossa região.

O SINTECT-RS destaca a importância de iniciativas como estas, que chegam aos deputados a partir de suas bases eleitorais. Assim, é importante que os trabalhadores de Correios procurem as Câmaras de Vereadores para garantir que cada município da base de atuação do Sindicato envie também a sua Moção de Apoio contra a privatização.

Assessoria de Comunicação

15/04/2021 19:35:25

 

Pin It on Pinterest