Combater os assédios e exploração pós-greve contra os trabalhadores de Correios

O CONSIN, realizado pela FENTECT no dia 21 de novembro, reafirmou a necessidade de combater fortemente os assédios e a exploração pós-greve que vem sendo tentada pela empresa, seguindo a cartilha do governo Bolsonaro e Paulo Guedes, com o aval da direção da empresa.

É fundamental denunciar ao sindicato os assédios e a exploração dos trabalhadores feitas por gestores com a complacência do presidente Floriano Peixoto. Esta foi uma das recomendações definidas no CONSIN, juntamente com estratégias para combater a privatização da empresa, anunciada sistematicamente pelo governo Bolsonaro/Paulo Guedes.

Definições

Ainda entre as definições do encontro, estão a de ações jurídicas a serem movidas regionalmente em relação à jornada de trabalho, pleitear os pagamentos pelas horas trabalhadas aos sábados e a concessão do vale alimentação. Os sindicatos devem fazer movimentações esclarecendo e organizando os trabalhadores ecetistas de todas as ações tomadas e os próximos passos. Sobre o POSTALIS, ficou definido que haverá um encontro específico para debater as propostas de mudança colocada pelo Instituto e a ECT.

Também será definido um calendário de lutas para intensificar a luta contra a privatização, a reativação do Comitê Nacional de Luta Contra a Privatização dos Correios e desenvolvimento de campanha publicitária para esclarecer a população dos prejuízos, caso o CORREIOS venha a ser vendido para a iniciativa privada.

Assessoria de Comunicação

C/Informações da Fentect

01/12/2020 19:53:43

Pin It on Pinterest