CDD Antônio de Carvalho: frente a surto de coronavírus, trabalhadores lutam pela vida

Na semana passada, o SINTECT-RS oficiou à empresa de um caso de Covid-19 no CDD Antônio de Carvalho, um dos maiores do Estado. Mas, apesar de conhecer a situação, a empresa manteve a unidade funcionando o que levou a mais quatro casos e um suspeito em apenas dois dias, entre os dias 17 e 18 de novembro.

Frente a este surto e a rapidez da propagação dos casos, os trabalhadores que atuam no setor se reuniram e decidiram, na manhã desta quarta-feira (18) que não iriam trabalhar frente ao risco iminente de contaminação pelo coronavírus. Os trabalhadores também decidiram que à tarde iriam ao ambulatório do prédio sede tratar a situação.

O Sindicato comunicou a GEDIS da decisão e a informação passada pela gerência foi de que eles iriam até a unidade conversar com os trabalhadores, o que efetivamente aconteceu na parte da tarde, quando foi feita uma reunião de 30 minutos. Durante o encontro a postura da empresa foi de desconversar, informar que não poderia testar os trabalhadores, que era ruim ir ao prédio sede, enfim, de absoluto descaso e falta de solução para um problema que é grave e envolve vidas.

Frente a postura da empresa, os trabalhadores decidiram a procurar o Posto de Saúde que tem em frente da unidade, onde realizaram os testes e estão sendo colocados em atestado de seis dias, até o resultado dos testes.

Mobilização pela vida

Segundo os trabalhadores, as mobilizações realizadas pela categoria no CDD Antônio de Carvalho nesta quarta-feira (18) foi uma mobilização pelas suas vidas e dos seus familiares. Foram 4 casos de Covid-19 confirmados em menos de uma semana, o que exige a testagem de todos que conviveram com os infectados. Além disso, é fundamental que todos realizem o teste, já que se apenas um não fizer e estiver contaminado, poderá continuar a propagar o vírus na unidade.

Em função disso, o apelo foi para que todos os colegas realizassem o teste.  Os trabalhadores de outras unidades, que forem convocados para trabalhar no CDD Antônio de Carvalho, também devem se certificar de que todos fizeram o teste, de que houve higienização adequada e, caso estes dois protocolos não tenham sido obedecidos, que se recusem a ir e entrem imediatamente em contato com o Sindicato.

O SINTECT-RS orienta os trabalhadores que todas as unidades que tiverem casos de contaminação, devem comunicar ao Sindicato. A empresa tem, desde o início da pandemia, tratado com descaso esta situação, descumprindo protocolos, escondendo casos e ignorando o risco que sua atitude impõe aos trabalhadores e à população. A Covid-19 continua matando – já são mais de 167 mil mortos – e ainda não tem vacina. Portanto, cuide-se e denuncie a negligência da empresa.

Assessoria de Comunicação

18/11/2020 23:00:56

Pin It on Pinterest