Agora é todos na greve! Esta é a única resposta possível a intransigência da direção do Correios

O SINTECT-RS faz um apelo a quem ainda não está na greve, para que se junte ao movimento

No dia 17 de agosto, um expressivo número de trabalhadores de Correios deu início a uma greve que tem sido considerada uma das maiores dos anos 2000. Além de forte, a greve é justa: trata-se de evitar a destruição do Acordo Coletivo e do fim de conquistas que resultaram de muita luta e demissões de trabalhadores. A greve foi a única alternativa que restou aos trabalhadores depois da proposta absurda, que retira 70 das atuais 79 cláusulas do ACT, ficando basicamente o que consta na CLT.

O Ministério Público do Trabalho tentou e agora, dia 11, o Tribunal Superior do Trabalho também tentou fazer a empresa repensar e apresentar uma outra proposta para chegar a um entendimento. Mas todos os esforços foram inúteis. A direção do Correios se mantém intransigente deixando claro que seu objetivo é mesmo acabar com todos os direitos da categoria e recusa qualquer tipo de negociação.

NÃO PODEMOS PERDER NOSSA CAPACIDADE DE INDIGNAÇÃO

Frente a postura da empresa na audiência de conciliação no TST na sexta-feira (11), somada aos desmandos que vem fazendo em relação a salários, tíquetes, jornadas, trabalhos aos finais de semana e feriados, desvios de função, transferências compulsórias e outras questões, não pode deixar dúvidas nos trabalhadores de que é FUNDAMENTAL TODOS NA GREVE. Não podemos perder nossa

Na sexta-feira, em ato nacional – e no RS também – os trabalhadores reafirmaram a greve. Nesta segunda, o Sindicato faz um apelo para quem ainda não está no movimento que venha para a greve. Estamos lutando contra a completa destruição do nosso acordo coletivo, que representa nossos empregos, o sustento de nossas famílias, nossa dignidade. Não podemos aceitar a forma como a empresa e o governo tratam os trabalhadores, muitas vezes com deboche, como foi o caso do ministro das Comunicações, que disse que não negociava com quem fazia greve pelo vale-perú. Quem ataca os trabalhadores são pessoas estranhas ao Correios, que não fizeram concurso, estão de passagem e ganhando mais de 40 mil reais por mês para destruir os direitos de quem ganha 1700 reais.

VENHA PARA A LUTA!

Quem continua trabalhando, não ganhará nada com isso, a não ser mais humilhação e sofrerá junto com todos, as consequências de perdermos nossos direitos. Por isso, o Sindicato reitera que esta luta é de todos. Ela ultrapassa simpatias ou contrariedades políticas, está além de concordar ou não com a posição do Sindicato, está, inclusive, acima de qualquer pendenga pessoal. É uma luta coletiva para defender agora os nossos direitos e logo ali na frente os nossos empregos.

Lembramos, mais uma vez, alguns dos direitos que estão em jogo nesta greve que, seguramente, não é só pelo vale-perú:

  1. Redução da Licença-maternidade de 180 dias para 120 dias;
  2. Redução do pagamento de adicional noturno e de horas extras;
  3. Fim da indenização por morte;
  4. Exclusão do auxílio para filhos com necessidades especiais;
  5. Redução do auxílio-creche;
  6. Vale-cultura;
  7. Anuênios;
  8. Adicional de atividade de distribuição e coleta (AADC);
  9. Adicional de atividade de tratamento (AAT);
  10. Adicional de atividade de guichê (AAG);
  11. Altera a data do dia do pagamento;
  12. Pagamento de 70% das férias;
  13. Aumento no compartilhamento do vale-refeição;
  14. Fim da entrega matutina;
  15. Garantia de pagamento durante afastamento pelo INSS;
  16. Vale nas férias;
  17. Vale nos afastamentos por licença médica;
  18. Para motoristas, é o fim da cláusula sobre acidente de trânsito;
  19. Garantias do empregado estudante;
  20. Licença adoção;
  21. Acesso às dependências pelo sindicato;
  22. Atestado de acompanhamento;
  23. Itens de proteção na baixa umidade;
  24. Reabilitação profissional;
  25. Adicional noturno;
  26. Repouso no domingo;
  27. Jornada de 40hs;
  28. Pagamento de 15% aos sábados.
  29. Baixa remuneração, conforme pode ser visto no exemplo no contracheque abaixo (valores aproximados):

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Assessoria de Comunicação

13/09/2020 16:36:52

Pin It on Pinterest