“Eu gostaria de privatizar todas as estatais”, diz Guedes

Na segunda-feira (06) o ministro do governo entreguista de Bolsonaro, Paulo Guedes, voltou a reafirmar que serão feitas quatro grandes privatizações este ano. Sobre o Correios, o ministro informou que “está na lista seguramente, só não vou falar quando (será a privatização). Eu gostaria de privatizar todas as estatais”, sem ser específico se a estatal estaria entre as quatro. Os prazos seriam entre 30, 60 e 90 dias. A afirmação foi durante o programa especial “O Brasil Pós-Pandemia: a Retomada”, na TV CNN Brasil. 

Em plena pandemia, com o país registrando mais de 60 mil mortes vítimas da Covid-19, e mais de um milhão e meio de contaminados, o governo irresponsável de Bolsonaro aproveita para acelerar o processo de entrega das maiores empresas nacionais.

A campanha salarial atropelada que vem sendo imposta pela empresa, está dentro desta estratégia de reduzir direitos, enxugar o ACT para facilitar a vida dos interessados. Por isso a participação na campanha salarial é fundamental. Uma boa negociação salarial pode ser um momento de resistência à privatização da empresa.

Apesar de não ser novidade, esta notícia reforça o que tem sido colocado pelo SINTECT-RS, de que é preciso fortalecer a nossa unidade, reforças nossos instrumentos de luta, como os sindicatos, através da sindicalização e ampliar o debate sobre formas de luta para fazer um duro enfrentamento às tentativas do governo de entregar o Correios a grupos econômicos sem qualquer responsabilidade com o país e com a população e de retirar direitos da categoria.

Assessoria de Comunicação

06/07/2020 21:11:00

Pin It on Pinterest