Dois pesos, duas medidas

Em janeiro/fevereiro dese ano, a ECT resolveu acabar com o trabalho aos sábados, penalizando financeiramente os trabalhadores. A iniciativa foi uma evidente intenção de diminuição de gastos, inclusive, na contramão da demanda, já que em fevereiro mesmo, acabou por convocar ao trabalho nos sábados, mesmo no sábado de carnaval.
Acontece que a ECT, empresa de comunicação, historicamente, erra na comunicação (ou seria problema de gestão?) e a Sodexo depositou os vales correspondentes aos sábados, por dois meses seguidos.
Agora, a ECT quer tirar os vales depositados a mais numa tacada só. E isso num momento de pandemia, desconsiderando que o isolamento social mantém as pessoas mais tempo dentro de casa e que, portanto, o consumo de alimentos e as despesas acabam sendo maiores. Porque, frente a isso, não descontar de forma suavemente parcelada?
Esse fato nos faz refletir o motivo pelo qual a ECT não autoriza mais a antecipação do crédito dos vales na véspera do Dia das Mães, por exemplo. Fica evidente que para penalizar, subtrair, empobrecer o trabalhador, são ligeiros. Agora se for para beneficiar, aí não pode.

Assessoria de Comunicação

08/05/2020 17:35:26

Pin It on Pinterest