Correios não segue o básico das recomendações e coloca vida de trabalhadores em risco

O Correios vem há dias tratando com descaso a pandemia de coronavírus (Covid-19), colocando em risco a saúde e a vida dos trabalhadores e de seus familiares. Os abusos têm sido tantos, que o Sindicato se viu obrigado a recorrer ao Ministério Público do Trabalho (MPT) e ao Ministério Público Federal (MPF), para tentar garantir as medidas mínimas de segurança recomendadas pelos órgãos de segurança.

Nem mesmo as medidas básicas, como o fornecimento de álcool em gel, a empresa consegue cumprir. Já denunciamos que o produto estava sendo entregue aos trabalhadores em garrafas PET, com um furo na tampa, proporcionando a evaporação e a contaminação. Ou seja, o produto não está sendo entregue aos trabalhadores em frasco específico.

Assusta que o recipiente do álcool em gel que o Sindicato encontrou nos CDDs não possui identificação e o cheiro é parecido com etanol. Tem álcool em gel de 65 sendo usado em um CDD.

E o problema do álcool em gel é só um dos problemas encontrados. Há muitos outros que precisam ser sanados imediatamente pela empresa, para garantir a segurança dos trabalhadores.
Assessoria de Comunicação

25/03/2020 11:58:27

Pin It on Pinterest