Mais opressão no CTCE

A ECT esta dizendo que irá aplicar o tal de plano de segurança orgânica no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas (CTCE). E, pior, fala em “objetivo de preservar a integridade dos empregados e dos objetos postais….”. Mas, não conseguiu convencer os trabalhadores, mesmo com a presença do Superintendente/interventor em reunião no auditório. E, desmarcou a reunião que havia se comprometido com o Sindicato.

Está implantando tais medidas restritivas à revelia da vontade dos trabalhadores que além do crachá agora terão que depositar seus pertences (celulares, eletrônicos, bolsas e outros) em armários destinados para isso. Só que a empresa não garante a segurança dos armários.

Uma arbitrariedade. A ECT perdeu o debate em todos os turnos pois não conseguiu responder a metade dos questionamentos das medidas de segurança. Ao ouvir os chefes, fica evidente que a desconfiança é com os trabalhadores. Por isso mesmo, na defesa dos trabalhadores o Sindicato denunciou a situação ao Ministério Público do Trabalho (MPT).

É mais um capitulo da opressão que a ECT tem lançado mão contra os trabalhadores. O Sindicato e os trabalhadores questionaram a necessidade de telefones nos diferentes setores e turnos para os trabalhadores se comunicarem com o seus parentes e outros, de forma a não ficarem isolados do mundo.

O sindicato estará acompanhando os trabalhadores no início dos turnos na segunda-feira (19/08), dia que entrará em vigor o plano de segurança orgânica. Não concordamos com esse plano e, também, a forma como está sendo implantado.

Na terça-feira (20) e quarta-feira (21), o Sindicato tem reunião marcada com todos os turnos para discutir a situação e estipular iniciativas junto aos trabalhadores contra a intransigência e truculência da ECT. Abaixo a opressão nos locais de trabalho. Por um ambiente de trabalho atrativo e estimulante.

Veja fotos da unidade da Sertório

 

Assessoria de Comunicação

16/08/2019 22:50:00

Pin It on Pinterest