Nada é tão ruim que não possa piorar

No dia 03/07, última quarta-feira, em visita a Agência Viamão, constatamos algo inusitado: o andamento de uma grande obra de manutenção durante o horário de expediente, sem nenhuma preocupação com os trabalhadores(as) ou mesmo com os clientes. 
A obra cria uma nuvem de poeira e um barulho ensurdecedor, causando alergia, dor de cabeça, ardência nos olhos, e inclusive dificuldade na comunicação interna. O ambiente está totalmente insalubre, nada condizente com o desempenho da função de atendente, que requer um significativo nível de concentração, por trabalhar com valores e pela atenção devida ao cliente. 
Se já não bastasse o fechamento das agências, a falta de pessoal, o estreitamento das dependências da AC, o acúmulo de pessoas para atender e o risco de assaltos, agora, eles querem que os trabalhadores fiquem doentes, enlouqueçam com o barulho ensurdecedor e a poeira que congestiona o nariz. 
Ou seja, nada é tão ruim que não possa ficar piorar. O GERAT e a REAT tem que tomar jeito e resolver essa questão imediatamente.

Assessoria de Comunicação

05/07/2019 23:19:56

Pin It on Pinterest