0,8% de reajuste não! Todos à assembleia desta quarta, 31. AGORA É GREVE!

Depois de enrolar durante toda a negociação, a ECT deflagra guerra aos trabalhadores quando, além de todas as tentativas de retirar direitos, ofereceu um índice de reajuste de 0,8%, ou quase 3% abaixo da inflação.

A resposta dos trabalhadores a este deboche não pode ser outra: É GREVE. Esta é a única saída digna para os trabalhadores, que vêm sofrendo inúmeros ataques da empresa.

Na semana passada, nas últimas reuniões, continuaram os ataques ao ACT e aos direitos dos trabalhadores.

Um dos graves ataques da empresa é ao plano de saúde dos trabalhadores. A ECT quer aumentar a coparticipação de 30% para 40% e “ajustar” as faixas etárias. Não foi apresentado nada sobre a manutenção de pais e mães no plano, pois este ponto está sob processo de judicialização no TST. A proposta da ECT tem o único objetivo de acabar com o plano de saúde, uma conquista histórica da categoria.

A empresa também se negou, desde o início, a prorrogar a vigência do ACT até que um novo acordo fosse estabelecido. A ECT se limitou a afirmar que o prazo estipulado no calendário de negociações seria suficiente, mas descumpriu sua parte ao não apresentar a proposta para reajuste salarial até o dia 11 de julho.

Frente ao cenário e a postura apresentados pela empresa desde o início das negociações, não há outra alternativa aos trabalhadores que não seja a greve. O momento não permite mais dúvidas ou indecisões. É preciso fortalecer a unidade e construir uma grande mobilização. A empresa vem testando a força, a resistência e a capacidade de luta dos da categoria. Os ataques ao ACT e a aviltante proposta de 0,8% de reajuste, deixam isso claro. É uma estratégia da empresa de testar os trabalhadores. Se não dermos uma resposta forte, de forma unificada, com a realização de uma greve como as que já foram feitas pela categoria, perderemos todas as conquistas que garantimos durante anos de lutas.

O momento exige a participação de todos nas assembleias do dia 31 de julho em Porto Alegre e nas subsedes.

Assessoria de Comunicação

31/07/2019 08:54:03

Pin It on Pinterest