Mais um colega carteiro que nos deixa, vítima da violência

Sem condições de trabalhar e revoltados com tanta violência, trabalhadores do CDD Agueda fazem um dia de paralisação

Com pesar o Sindicato informa que na segunda-feira (14), um colega carteiro faleceu, vítima da violência. Maikel Coelho, carteiro do CDD Agueda, faleceu quando voltava para casa durante um assalto. O fato ocorreu Bairro Getúlio Vargas, em Rio Grande. Maikel tinha 34 anos e era pai de uma menina. Tinha quatro anos de empresa e era carteiro motorizado.       

O assalto foi poucas horas depois de o local onde ele trabalhava já ter sido assaltado.

Até quando vamos ficar sendo alvo do descaso da empresa e dos governos com a segurança dos trabalhadores?

O Sindicato externa seu profundo pesar por esta e outra situações de violência que têm acometido os trabalhadores dos Correios e a população, e se solidariza com os amigos e familiares do Maikel.

Paralisação

Sem condições de trabalhar frente aos frequentes episódios de violência a que estão expostos, abalados com a morte do colega e revoltados com a falta de segurança, os trabalhadores do CDD Agueda estão fazendo nesta terça (15), um dia de paralisação.

Maikel, presente!

Assessoria de Comunicação

15/08/2017 22:48:02

Pin It on Pinterest