25 DE JANEIRO – DIA DO(A) CARTEIRO(A)

No dia 25 de janeiro comemora-se o dia do(a) carteiro(a). Uma data já bastante batida para quem tem anos de Empresa. Mas, afinal o que se comemora nesse dia?

Historicamente o surgimento do mensageiro, carteiro(a), tinha por objetivo estreitar os laços entre os povoados, as pessoas; transmitir as notícias, os comunicados oficiais, as correspondências particulares.

Não precisa ser saudosista para saber do prestígio da figura do(a) carteiro(a) junto a população. As pessoas de bem vêem o(a) carteiro(a) como uma pessoa próxima de si. Como um(a) amigo(a) que chega todos os dias. Mesmo aqueles(as) que o(a) apelidam  de “conteiro”, em função da entrega das contas. Trata-se, em muitos casos, de uma forma camarada de se referir ao amigo carteiro.carteiro 1

Os mais velhos dirão que já almoçaram na casa de pessoas do distrito, foram em casamentos e batizados. Hoje essa relação fraterna aparece no natalzinho do(a) carteiro(a). Também, no dia-a-adia, no copo de água oferecido, na proteção contra o sol e a chuva.

Comemorar o dia 25 é saudar o(a) profissional e essa relação humana. Laços que iniciam por ocasião do trabalho. Certamente muitos(as) carteiros(as) têm belas histórias para contar. Quem não “perdeu tempo” com um(a) idoso(a) solitário(a) e não lembrou da mãe? Quem não se compadeceu com o estresse da vida de dona de casa, o analfabetismo da emprega doméstica e os falecimentos?

Para continuar comemorando o dia 25 de janeiro – Dia do(a) Carteiro(a) –  é preciso se rebelar contra a extinção deste profissional e de seu contato com a população. Se rebelar contra a privatização de Temer e da direção da ECT. Contra o DDA e os processos produtivos, que acabam com o especialista, leia-se, o(a) Carteiro(a).

Viva o Dia 25 de janeiro – Dia do(a) CARTEIRO(A)!

Pin It on Pinterest