Transferências compulsórias atentam contra dignidade do trabalhador

A Empresa, mais uma vez, afronta a dignidade do trabalhador, colocando em xeque sua saúde física e mental, agindo unilateralmente, sem a anuência dos trabalhadores, transferindo-os a revelia de sua vontade e num prazo extremamente curto.

Um sem-número de trabalhadores está sendo descolado de suas lotações, sem que a Empresa apresente um critério definido para essas transferências. Mais uma vez, os trabalhadores estão sendo penalizados por um processo de gestão que marginaliza o trabalhador das decisões de gerenciamento, mesmo que estas decisões tenham um forte impacto na sua vida funcional e pessoal.

Não é por acaso que estão agindo às escuras. Estamos em plena campanha salarial e querem amedrontar o trabalhador, na tentativa de desmobilizá-lo da luta por seus direitos, que a cada dia estão diminuindo com os desmandos dos gestores da empresa e do atual governo.

ATENÇÃO!

Se isto está acontecendo com a sua unidade, entre em contato com o Sindicato, passando todas as informações, o mais urgente possível, para que possam ser tomadas as medidas necessárias no sentido de preservar e garantir os direitos dos trabalhadores.

Assessoria de Comunicação

27/06/2019 13:38:25

X

Pin It on Pinterest

X
Share This