Sobre o desconto nos salários dos trabalhadores grevistas

Quinta-feira a direção do Sindicato,  juntamente com a assessoria jurídica, ingressou na Justiça requerendo que fosse suspenso o desconto promovido pela ECT. Alegamos que a greve não foi considerada ilegal nem abusiva, que encaminhamos todas as notificações, que nos colocamos à disposição da empresa para discutir o tema, abrindo possibilidades para possíveis compensações.

No mesmo dia em que ingressamos, o STF fazia um debate importante sobre o desconto de salário de trabalhadores servidores públicos. O STF em decisão dividida foi favorável ao desconto dos trabalhadores, com a possibilidade posterior de negociação para compensação. O resultado do julgamento do STF foi de seis ministros a favor do desconto e quatro contrários.

O juiz do trabalho do Tribunal Regional, que ficou responsável de despachar a decisão de nosso pedido, aguardou a decisão do STF e a usou como argumento para justificar o desconto em nossos salários.

Na sexta-feira buscamos um Mandato de Segurança, onde novamente não obtivemos sucesso e a decisão usou de mesma argumentação.

Infelizmente, temos observado cada vez mais decisões de governos, de parlamentares, de procuradores, de juízes, entre outros, favoráveis aos patrões. A única alternativa é termos unidade entre a classe trabalhadora para responder a essas afrontas.

Assessoria de Comunicação

31/10/2016 23:21:16

X

Pin It on Pinterest

X
Share This