SAUDE DO TRABALHADOR: A importância do uso de filtro solar

O câncer de pele é o mais frequente no nosso país. Segundo o Inca, corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país e é um dos mais comuns no Brasil. Um dado preocupante quando se sabe que os brasileiros não estão usando protetor solar. Estudos mostram que oito em cada dez brasileiros não se protege do sol no dia a dia, um descuido que pode ser muito perigoso.

Mais de 180 mil pessoas terão câncer de pele em 2016 e entre 2010 e 2014, quase 20 mil pessoas morreram por causa da doença no Brasil.

Instrumento de trabalho

Para quem trabalha diretamente na rua, expostos ao sol, caso dos carteiros, o protetor solar se torna um instrumento de trabalho essencial. Nesse sentido, as unidades de trabalho devem disponibilizar protetor solar aos carteiros. O protetor deve ter fator de proteção solar adequado e também rótulo da Sociedade Brasileira de Dermatologia, que certifica que esse protetor tem uma boa procedência e uma boa eficiência em proteger do sol. É preciso observar que o protetor precisa ser escolhido de acordo com o tipo de pele. Pessoas mais claras devem ter proteção maior. E pessoas morenas e negras podem usar fator de proteção abaixo de 30.  O protetor deve ser renovado a cada duas horas de exposição ao sol e é obrigação da ECT fornecer protetor que proteja a pele e o trabalhador deve pegar laudo médico e exigir dos setores competentes.

Cuidar da saúde é uma tarefa de todos: da empresa e do trabalhador. A este cabe exigir que a empresa forneça o protetor solar e que faça o uso do mesmo de forma sistemática, adequada e com vistas a preservar sua saúde.

Assessoria de Comunicação

27/12/2016 09:14:19

X

Pin It on Pinterest

X
Share This