Em reunião no TST, trabalhadores tratam de proposta apresentada à categoria

Nesta quinta-feira (9), o Comando Nacional de Negociações esteve reunido com ministro vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Renato de Lacerda Paiva. Na reunião foi tratada a proposta do Tribunal enviada na terça-feira (7) às Federações  FENTECT e à FINDECT.

No despacho, assinado pelo ministro, o TST propôs a manutenção do Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018, além do reajuste salarial em 3,68%, que corresponde ao total do INPC.

Entre as dúvidas dos trabalhadores estava se o reajuste era só sobre o salário ou também aos benefícios e a informação do ministro foi de adequar o documento para contemplar a íntegra dos vencimentos, com exceção do vale-cultura. O ministro também reconheceu a necessidade de chegar a um acordo que atinja a necessidade dos trabalhadores. A previsão é apresentar a nova redação na segunda-feira (13).

Plano de saúde

O tema da necessidade de revisão do plano de saúde, que tem prejudicado, empobrecido e comprometido os salários dos trabalhadores, também esteve na pauta.  O ministro disse que o plano de saúde não deve entrar em discussão nesse momento, abrindo a possibilidade para que os sindicatos entrem com Processo de Mediação Pré-Processual para resolver a questão.

Como haverá assembleias em todo o pais na próxima terça-feira, dia 14, o Acordo continua valendo até esta data, de acordo com despacho enviado pelo TST às federações nesta quinta (9).

O SINTECT-RS desde já convoca os trabalhadores para participarem da assembleia geral na terça, 14, para deliberar sobre a proposta do TST e avaliar o indicativo de greve. Em Porto Alegre, a assembleia será no salão da Igreja Pompéia (Rua Barros Cassal, 220), às 19 horas. As assembleias ocorrerão também em todas as subsedes. 

Assessoria de Comunicação

09/08/2018 22:19:29

 

X

Pin It on Pinterest

X
Share This