Ecetistas aprovam índice econômico e o calendário de lutas

 

No segundo dia do 13º CONTECT, realizado de 31 de maio a 2 de junho, os trabalhadores aprovaram, em conjunto, o índice econômico e o calendário de lutas da categoria. Durante todo o dia, foi lida a Pauta Nacional de Reivindicações de 2017 para que os representantes pudessem apresentar as sugestões para as próximas negociações. Entre a leitura, foram apresentadas palestras de informações fundamentais para a categoria, como do diretor Max Leno, do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), e dos sindicalistas canadenses, convidados especialmente para esse congresso nacional da categoria.

O diretor do DIEESE foi enfático ao colaborar com os trabalhadores sobre a situação econômica no País. Max Leno afirmou que a situação não tem muitas expectativas de melhorias a curto prazo e a informalidade tem sido a marca do mercado de trabalho no Brasil, um dos reflexos da aplicação da reforma trabalhista. “Quanto aos empregos com carteira assinada, estimados em 33,13 milhões de pessoas, houve redução de 2% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Já quanto aos empregos sem carteira assinada, estimados em 11,1 milhão, houve aumento de 5,7% em relação ao mesmo período do ano de 2016”, argumentou.

Este e o próximo ano estão comprometidos, conforme o diretor, devido à crise política instalada no país. “O desdobramento recessivo agravará ainda mais a situação fiscal da União, Estados e municípios. Não há, em um horizonte mais próximo alguma possibilidade de crescimento da economia”, acrescentou.

Além disso, os principais indicadores da economia brasileira relativos aos primeiros meses desde ano mostram que a produção e o emprego ainda estão longe de ter iniciado um processo de recuperação minimamente consistente. Os dados revelam, até o momento, um crescimento muito baixo e instável. De acordo com Max Leno, a estimativa dos índices de inflação para data-base de agosto de 2018 são: INPC-EBGE em 2,14% e IPCA-EBGE em 3,10%.

Visita internacional

Os companheiros sindicalistas que vieram ao Brasil especialmente para participar do 13º CONTECT contaram aos delegados como foi possível reverter a situação da ameaça de privatização dos Correios no Canadá. Segundo relatos, foi realizado um trabalho intensivo com a população de mobilização. Muitos cidadãos participaram enviando cartas para os parlamentares do país (já que lá isso é feito de graça), para pedir a manutenção da entrega diária porta a porta. Também foram promovidas veiculações de propagandas em rádios da situação dos trabalhadores. Funcionou.

Campanha salarial 2018/19

Após o debate sobre a campanha salarial e as necessidades dos trabalhadores, foram lançadas as reivindicações que serão feitas nas negociações coletivas da categoria, com aprovação do índice econômico e do calendário de lutas. O comando de negociação vai ter muito trabalho na luta em prol dos ecetistas já a partir do mês de junho.  

Índice econômico aprovado no 13º CONTECT

8% de reajuste salarial

+ R$ 300 linear

Ticket R$ 45,00 facial (valor referente a cada ticket)

Vale cesta R$ 440,00

Demais benefícios 8%

Calendário de Lutas

06/06/2018 – Sistematização e envio da Pauta Nacional de Reivindicações, aprovada no 13º CONTECT, aos Sindicatos;

7, 8 e 9 de junho – Referendo da Pauta Nacional de Reivindicações, aprovada no 13o CONTECT, pelos sindicatos;

11/06 – Entrega da Pauta Nacional de Reivindicações à ECT e instalação do Comando de Negociação;

12/06 – Início das negociações;

03/07 – Assembleias de aprovação do estado de greve, com indicativo de greve para o dia 18/07;

16/07 – Término das negociações da Campanha Salarial;

18/07 – Assembleias de deflagração de greve;

*Paralisação a partir das 22 horas do dia 18/07,

*Demais assembleias intermediárias serão ajustadas pelo Comando de Negociação.

FONTE: Fentect

05/06/2018 11:55:52

X

Pin It on Pinterest

X
Share This