25 de janeiro – Dia do(a) Carteiro(a): Vamos celebrar a nossa profissão

No dia 25 de janeiro é celebrado o Dia do(a) Carteiro(a) e devemos comemorá-lo como um dia de valorização de nossa profissão. Afinal o(a) Carteiro(a) tem uma grande aceitação pela população.

Dado os ataques aos nossos direitos, às represálias, podíamos repetir o bordão: “não temos nada a comemorar”. Mas, a esperança deve prevalecer. O melhor lutador e, sem interesses alheios, deve sua invencibilidade e firmeza de caráter a confiança que deposita na luta da classe trabalhadora. Não significa fechar os olhos para a exploração e a opressão, mas encarar o dia 25 como um acúmulo de energia para as lutas que aí estão. Pois nesse dia, há um reconhecimento de nossa profissão.

Precisamos nos orgulhar de aparecer nos jornais, sermos comentados na TV de forma positiva, sermos reconhecidos na rua com aquele “joinha” à distância. Sendo lembrado pelos populares como hoje é “O dia do(a) Carteiro(a)”.

Ao comemorarmos o Dia 25 não estaremos alimentando a inconsciência. Por que a máxima de Karl Marx – “O trabalhador só se sente à vontade no seu tempo de folga, porque o seu trabalho não é voluntário, é imposto, é trabalho forçado” – é uma verdade inconteste.

O trabalho do(a) Carteiro(a) deveria ser prazeroso e desempenhado com altruísmo e vontade. Porém, é a diretriz capitalista e usurpadora dos Governos e patrões que aliena nosso trabalho. Quando buscam omitir, por total, sua função social.

A busca obstinada pelo lucro é que faz com que não haja contratações, melhorias das condições de trabalho e salariais, inovações e outros. Que fazem com que relutemos a sair da cama para trabalhar e nos cansam, mais ainda, no final da jornada. Ainda mais quando as iniciativas são cada vez maiores no sentido da perda da identidade estatal dos Correios.

Comemoremos o Dia 25 e nos agarremos ao apelo popular de nossa profissão para derrotar aqueles que só servem para alienar nosso trabalho e desvalorizar nossa profissão: os governos, os capitalistas, os patrões, os exploradores e opressores. Viva o(a) Carteiro(a), viva o dia 25 de janeiro!

SINTECT-RS

X

Pin It on Pinterest

X
Share This