21 de março – Dia Internacional de Combate ao Racismo e a Discriminação Racial

Há 57 anos atrás ocorria na África do Sul, durante o regime do Apartheid, o que ficaria conhecido como “O Massacre de Shaperville”, onde em um ato pacífico contra a “Lei do Passe”, que impunha aos cidadãos negros da África do Sul, o porte de um passaporte para poder ter acesso às regiões centrais das cidades onde viviam os brancos e ricos, obrigando assim a população negra a ficar presa aos bairros periféricos caso não tivessem autorização para trabalhar nas regiões centrais.

A situação precipitou um regime de segregação racial adotado de 1948 a 1994 pelos sucessivos governos do Partido Nacional na África do Sul, no qual os direitos da maioria negra dos habitantes foram cerceados pelo governo formado pela minoria branca.

No dia 21 de março de 1960, cerca de 20 mil manifestantes caminhavam passivamente quando foram surpreendidos pela polícia que abriu fogo contra eles. O resultado foram 69 mortos e mais de 180 feridos. O mesmo ocorreu em Langa, na periferia da Cidade do Cabo, onde houve mais 3 mortos e 26 feridos.

Como forma de lembrar este dia, foi instituído o “Dia internacional Contra a Discriminação Racial”. Muito mais que lembrar, é preciso combater o racismo e o capitalismo, que é quem se beneficia com as opressões para se perpetuar. Racismo e capitalismo são faces da mesma moeda. Construamos uma nova sociabilidade onde a cor da pele e a etnia não seja critério de inferioridade ou superioridade e sim de equivalência.
Basta de racismo!

Assessoria de Comunicação

X

Pin It on Pinterest

X
Share This